Home

Apresentação
Órgãos Sociais
Organização
Elementos Estratégicos
Empresas do Grupo
Relatório e Contas

Quem Somos

TRANSFORMAÇÕES ESTATUTÁRIAS

A Empresa Telecomunicações de Moçambique foi criada, como empresa estatal, pelo decreto 05/81, de 10 de Junho, num contexto de economia de planificação centralizada, a partir da separação dos Correios, Telégrafos e Telefones (CTT).

Em 1992, a empresa foi transformada em empresa pública (E.P.), através do decreto 23/92, de 10 de Setembro, num contexto de economia de mercado. Esta transformação teve como efeitos uma maior autonomia administrativa, financeira e patrimonial por parte da empresa.

Em 2002, a TDM passa a ser uma empresa de direito privado, SARL, por força do decreto 47/2002, de 26 de Dezembro, sendo 80% do capital representado pelo Estado e 20% reservados aos GTT (gestores, técnicos e trabalhadores).

Em 2009, a TDM é transformada em Sociedade Anónima (TDM, SA), conforme o Boletim da República III Série – Número 13, de 03 de Abril de 2009. Ao abrigo deste instrumento legal os Estatutos da empresa foram revistos por forma a ajustarem-se à nova legislação comercial.

PRINCIPAIS ELEMENTOS ESTRATÉGICOS

VISÃO

Ser líder nacional na oferta de soluções integradas de comunicações e intervir no mercado regional.

MISSÃO

Oferecer soluções de comunicações de qualidade, aos operadores de telecomunicações, organizações e pessoas, que contribuam para o desenvolvimento sócio-económico do País.

 SLOGAN CORPORATIVO

Pôr as pessoas a comunicar e desenvolver Moçambique

VALORES

  • Serviço ao Cliente: representa a vontade incondicional de prestar apoio aos nossos clientes para que eles sintam, de facto, que estão em primeiro lugar e que são a razão da nossa existência.
  • Inovação: buscar novas soluções que agreguem valor aos processos de negócio da empresa, tendo em conta a satisfação das necessidades dos nossos clientes.
  • Profissionalismo: cumprir com zelo os nossos deveres, buscando constantemente a excelência.
  • Integridade: sermos honestos, coerentes e abstermo-nos de interesses pessoais em todos os nossos actos, salvaguardando os princípios de ética empresarial em prol do benefício dos nossos clientes e da empresa em si, e assim promover uma imagem institucional de referência.
  • Responsabilidade Social: garantir a qualidade de vida dos trabalhadores e promover a prática de solidariedade como trabalhador e como empresa.

 

PRINCIPAIS ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

Etapa 1 (1981-1989)

Esta etapa teve como enfoque: o desenvolvimento da rede nacional de telecomunicações, a Introdução de melhorias no sistema técnico e de gestão da rede, a optimização do investimento, o aumento do número de assinantes e consequente aumento do tráfego telefónico. Nesta etapa, a empresa iniciou a modernização da rede telefónica através dum processo de digitalização progressiva.

Etapa 2 (1989-1993)

Esta etapa foi dedicada ao desenvolvimento do sistema de gestão da rede para assegurar a sua rentabilidade, melhorar os serviços prestados ao cliente e impulsionar a gestão eficiente e eficaz dos recursos humanos. Nesta etapa, foram igualmente introduzidas mudanças ao nível da estrutura organizacional que facilitassem o desenvolvimento e implantação da estratégia de operador público.

Etapa 3 (1993-1997)
Esta etapa envolveu o desenvolvimento institucional, e foi marcado por acções tendentes ao desenvolvimento do modelo de gestão de empresa pública, para o melhoramento da capacidade de planeamento e de tomada de decisões estratégicas e operacionais por parte dos gestores e quadros da empresa.
Neste contexto, foi introduzido o conceito de gestão através de sistemas e tecnologias de informação tendo em vista a melhoria geral dos processos e consequente elevação dos níveis de qualidade de serviço ao cliente.

Etapa 4 (1997-2003)

Esta etapa ficou marcada pelos seguintes aspectos: restruturação da empresa pública (TDM, E.P.) de modo a prepará-la para a abertura do mercado das telecomunicações; optimização dos processos produtivos; desenvolvimento de competências técnico-profissionais ajustadas às necessidades do negócio e adequação da estrutura organizacional ao novo contexto do sector.

Etapa 5 (a partir de 2003)

Esta etapa corresponde ao período de implementação de grandes transformações ao nível da empresa, tendo em vista adequar a estratégia e a estrutura aos desenvolvimentos do contexto. Nesse sentido, Importa destacar a implementação do Plano Estratégico a três anos, a diversificação da carteira de serviços, (introdução do fixo sem fio, serviço telefónico pré-pago e Internet de Banda Larga), o desenvolvimento da rede nacional de transmissão e implementação do Programa de Reestruturação, no âmbito do qual foi criada, em Outubro de 2007 a Direcção de Marketing (e respectivas funções) e está actualmente em curso a reestruturação da Direcção Comercial da empresa.

 

 PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO ESTRATÉGICO

A acção da empresa é guiada pelo Plano Estratégico, que traça as principais linhas de orientação estratégica relativamente ao futuro da empresa, quer em termos de actuação nos negócios bem como no figurino organizacional e de processos de gestão. As referidas orientações de carácter estratégico pretendem impulsionar acções e iniciativas internas que permitam adequar continuamente a empresa ao contexto do sector das telecomunicações no País. Nesse sentido, importa destacar as principais iniciativas e acções prioritárias para a empresa no curto e médio prazos.

Ao nível da diversificação e modernização da carteira de negócios, a empresa incide a sua aposta explícita, desde 2005, no lançamento e comercialização de produtos e serviços suportados por tecnologias de ponta, o que permite a satisfação das necessidades do mercado, que é cada vez mais exigente, de forma superior. Assim sendo, o enfoque da empresa incide e continuará a incidir sobre a Internet de Banda Larga, o Fixo Sem Fio (CDMA) e serviços de Dados (Circuitos Alugados, Internet Dedicada e criação de redes internas).

No que se refere aos investimentos, a empresa concluiu o processo de implantação da Rede Nacional de Transmissão, em fibra óptica, ligando todas as capitais provinciais, estando em curso o projecto de implementação da rede de redundância, com conclusão prevista para 2011. No decurso do próximo triénio, a empresa deverá também concluir o processo de cobertura das sedes distritais, facilitando, deste modo, a expansão dos serviços básicos de telecomunicações para as zonas rurais do País.

No atinente aos processos de gestão de clientes a empresa deverá concluir, nos próximos tempos, a instalação e activação de um novo sistema de Facturação e Gestão Comercial (“Billing & Customer Care”) e a activação de um Call Center integrado. Estas ferramentas permitirão o desenvolvimento de processos de CRM mais optimizados, na relação entre a empresa e os seus clientes.

Relativamente ao desenvolvimento organizacional a empresa deverá prosseguir as suas acções atinentes ao processo de reestruturação interna, optimização dos processos de gestão e manutenção da Rede e desenvolvimento das competências dos colaboradores.

 




   
Lançada nova politica de responsabilidade social

 

 
Contactos
2011 TDM © Marca Registada