smltdm.gif (1061 bytes)

 

© Telecomunicações de Moçambique 2000
T D M - DSI


EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS PRINCIPAIS DA EMPRESA

A empresa é o principal operador de serviços de telecomunicações no mercado , com uma receita bruta de exploração na ordem de 1.598 milhões de contos em 2000, valor que representa um crescimento de cerca de 29% comparativamente ao ano anterior.

composição das Receitas de Exploração apresentam os serviços de telefone fixo, móvel e a repartição com outras administrações como os principais serviços prestados pela empresa sob o ponto de vista de facturação.

De referir ainda, que o peso do serviço móvel na facturação da empresa tende a crescer, passando a representar 21% do total da receita de exploração, contra 13% no ano 1999, resultado dos índices de crescimento registados pelo negócio.

SERVIÇO TELEFÓNICO FIXO

O Telefone Fixo

A empresa continua a ter o Serviço Telefónico Fixo como a principal fonte de receitas , tendo em 2000 sido responsável por cerca de 1.002 milhões de contos de facturação, o que corresponde a cerca de 63% da Receita Bruta de Exploração e um crescimento próximo de 17% relativamente ao volume facturado no ano anterior.

Durante o exercício, a receita do Serviço Telefónico Fixo repartiu-se pelo tráfego nacional (64%), internacional (25%), e pela receita de instalação e assinatura mensal, (11%) comparativamente aos pesos de 58%, 29% e 12% registados para os mesmos serviços durante o ano 1999.

De entre os factores que influenciaram positivamente o aumento da receita neste serviço destacam-se :

  • A adesão de 7.642 novos assinantes, com o aumento do parque para 85.714.
  • O aumento do tráfego nacional em 7%, totalizando 640.077 mil impulsos.
  • O aumento do tráfego internacional em 8%, totalizando 22.432 mil minutos.
Parque Telefone Fixo
Tráfigo Nac-Telefone Fixo (10^3impulso)
Tráfigo Int-Telefone Fixo (10^3 minutos)

O efeito indirecto do aumento do parque da rede móvel para 51.065 clientes.

O efeito combinado entre a adesão ao serviço móvel e o rebalanceamento do tarifário tem contribuído para o crescimento do peso do tráfego nacional em relação ao tráfego internacional, cumprindo assim com um dos objectivos do rebalanceamento das tarifas.

Postos Públicos

Os telefones públicos assistidos e a cartão geraram receitas na ordem de 54,8 milhões de contos correspondendo a um crescimento de cerca de 25% em relação ao ano anterior, e equivalente a 3,4% da receita de exploração da empresa.

O parque de telefones públicos a cartão aumentou para 613 contra os 318 telefones existentes em 1999. Foram ainda instalados 14 cabinas contentorizadas no País, passando a existir 32 com maior incidência para os distritos.

Em relação a telefones públicos assistidos foram instalados 358 telefones, elevando o parque a 1.221 telefones instalados no País, o que representa um aumento de cerca de 27%, confirmando assim a popularidade e a adesão ao serviço pelos operadores privados.

Qualidade do Serviço

Não obstante as condições adversas a que a infra-estrutura da rede esteve sujeita no início de 2000, os parâmetros de qualidade de serviço oferecido aos clientes a nível das principais componentes do negócio registaram melhorias significativas.

Com efeito, no concernente à actividade operacional e produtiva sobre a rede de acesso registou-se:

  • Um aumento percentual de avarias reparadas, 79% em menos de 72 horas;
  • Uma melhoria da disponibilidade e acessibilidade da rede em 4%;
  • Uma redução dos níveis de congestionamento nas rotas nacionais em 17%;
  • Uma redução dos níveis de congestionamento nas rotas internacionais em 13%.

As melhorias registadas em 2000 resultam fundamentalmente do aumento da capacidade de resposta do prestador de serviços da rede exterior bem como a melhoria da organização interna do processo de gestão e supervisão destes serviços.

Durante o ano 2000, foi dedicada particular atenção ao desenvolvimento de acções de manutenção preventiva da rede de acesso acompanhada da implementação de acções de melhoria da qualidade visando a redução de potenciais focos de avarias.

Por outro lado, a conclusão de projectos de expansão e a modernização da infra-estrutura da rede acompanhada com a introdução de suportes tecnológicos de elevada fiabilidade tiveram uma contribuição decisiva na melhoria do desempenho global da Rede.

Em relação às reclamações de facturação, e não obstante se ter registado um aumento de reclamações na ordem de 46% relativamente ao ano de 1999, em termos percentuais, 70% das reclamações foram resolvidas em menos de 30 dias quando em 1999 só cerca de 46% eram resolvidas dentro do período, o que demonstra a atenção dada pela empresa na área.

O Tarifário

Com a aprovação pela Comissão Nacional de Salários e Preços, prosseguiu durante o ano de 2000 o ajustamento tarifário para o Telefone Fixo, que consistiu, em termos nominais, num aumento do preço do impulso nacional em 21% mantendo-se o preço da Taxa de Instalação e das chamadas internacionais inalteradas. A taxa de assinatura teve um acréscimo de 20%.

Com o aumento realizado a 1 de Setembro de 2000, a empresa alterou a estrutura tarifária nacional o qual resultou numa diminuição do preço da chamada para longas distâncias em 3,6%, e do aumento do período de desconto de 50% nas chamadas interurbanas, passando esta a vigorar a partir das 20:00 às 6:00 horas incluindo todo o dia de Sábado, Domingo e Feriados.

Estas foram algumas das acções tomadas pela empresa para minimizar o efeito do reajuste do tarifário junto ao consumidor e estimular o tráfego nacional interurbano, não obstante mantendo o princípio das chamadas locais terem de cobrir os respectivos custos.